Em Pernambuco, Polícia Civil quer negociar delação premiada com traficantes e homicidas

Para tentar reduzir a violência recorde, a Polícia Civil de Pernambuco decidiu negociar o benefício da delação premiada com traficantes e homicidas. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (24) pelo delegado Joel Venâncio, diretor integrado metropolitano da PC, durante operação para desarticular uma quadrilha especializada em tráfico de drogas e homicídios com atuação nos municípios de Paulista e Abreu e Lima, ambos na Região Metropolitana do Recife.

“Nós estamos propondo o benefício da delação porque pode ser que algum deles queira colaborar com as investigações, em troca de algum benefício. Nossa expectativa é avançar nas investigações e ampliar o número de pessoas presas”, afirmou Venâncio.

Não é a primeira vez que a Polícia Civil, em trabalho conjunto com o Ministério Público, propõe acordos de delação premiada. No primeiro semestre deste ano, eles negociaram com um dos acusados de participação no assalto à empresa de transporte de valores Brinks. Segundo a polícia, foi graças às informações repassadas pelo delator que foi possível desarticular parte da quadrilha.

Na operação desta sexta-feira estão sendo cumpridos 25 mandados de prisão e 18 de busca e apreensão domiciliar, expedidos pela Juíza de Direito da Vara Criminal da Comarca de Abreu e Lima. No total, 150 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães participam da operação. (Via: Ronda JC)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *