Professores da Rede de Ensino de Ouricuri se reúnem para debater o Sistema de Avaliação – SAEPE

Resultado de imagem para secretaria de educação de ouricuri

Mais um encontro com os professores do campo é promovido pela equipe pedagógica da Secretaria de Educação de Ouricuri. Neste, as coordenadoras Gracilene Souza (anos iniciais ), Edilma Lima ( infantil) e as supervisoras (Fátima, Roseane, Elodi, Maria do Socorro, Érica,

Silvana, Aparecida e Ivoneide), conduziram as discussões e propostas levantadas.
A temática abordada foi os gêneros textuais e as atividades
socioculturais do São João, onde fizeram explanação da sistematização dos gêneros, e após as oficinas foram colocadas para apresentação e socialização dos grupos. Foi salientado sobre os gêneros textuais (convite, provérbios, canções, poema, receita e regra de jogos) e sua aplicação em sala de aula.
O encontro contou com a participação do coordenador de programas e projetos, Humberto Lacerda, para repassar informes sobre levantamento de demanda para cursos da Plataforma Freire, cursos de especialização e segunda licenciatura ( a pedido da UNDIME e do Fórum Estadual de Formação de Professores.
Na oportunidade, foi feita uma avaliação dos encontros realizados pela Secretaria de Educação e cada professor pode avaliar à logística dos encontros, mencionando sugestões de temáticas para os próximos eventos.
“Espero que continue esses encontros, pois são riquíssimos”

“Os encontros estão sendo conduzidos de forma clara e objetiva para todos”

“Está sendo muito proveitoso, enriquece muito as nossas aulas e fortalece nossa prática “

“Muito boa à formação, com muito diálogo, incentivo e muita criação “

“O encontro foi muito proveitoso, traz novas ideias para levar para as escolas “

“Muitos conhecimentos passados pelos coordenadores no encontro “

“É através dos encontros pedagógicos que temos grandes oportunidades de melhorias “

“Estão sendo muito importantes essas formações para nós aprendermos mais, como criar novas ideias e como trabalhar em sala de aula “

A formação pedagógica foi promissora permitindo dialogar sobre a competência comunicativa de nossos estudantes e sua melhor desenvoltura linguística, na oralidade, leitura e escrita, letramento literário e análise linguística, estes eixos possibilitam uma reflexão sobre o uso da língua como ferramenta que propicia à inserção social.

ASCOM – Assessoria de Comunicação

ENSINO SUPERIOR: Senador Fernando Bezerra quer impedir funcionamento de cursos sem qualidade. Audiência pública vai discutir regularização tributária prevista na MP 783/2017

28.06.17_MP783_1

Começou a tramitar, no Senado, projeto de lei cujo objetivo é evitar que decisões judiciais mantenham em funcionamento faculdades e universidades avaliadas de forma insatisfatória pelo Ministério da Educação. “A ideia é impedir a concessão de liminares que autorizem, de forma provisória, o funcionamento de cursos de graduação que não atendam a todos os requisitos de qualidade estabelecidos e aferidos pelo ministério, situação muito recorrente hoje em dia”, explica Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), autor do PLS 195/2017.

O projeto, que será analisado primeiramente pela Comissão de Educação (CE), altera a Lei 9.394/1996 – a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – para dar nova redação ao artigo 46 da LDB: “É vedada a concessão de tutela antecipada que tenha por objeto a autorização para o funcionamento de curso de graduação”.

Conforme a matéria, quando identificadas falhas na qualidade do curso oferecido, o Ministério da Educação deverá fornecer mecanismos para a resolução dos problemas e acompanhar o processo de saneamento das deficiências. O seja, o PLS 195/2017 reforça o acompanhamento e a avaliação da qualidade das instituições e dos cursos de ensino superior bem como a aplicação de penalidades pelo não-cumprimento dos critérios definidos pelo governo federal. Entre elas, a suspensão ou desativação dos cursos e habilitações e, ainda, o descredenciamento da instituição.

“Um dos intuitos do monitoramento da qualidade dos cursos pelo Ministério da Educação é evitar a interrupção abrupta da graduação”, detalha Fernando Bezerra. “Os estudantes precisam ter a segurança de que, no momento de conclusão do curso, eles terão o diploma devidamente validado pelo ministério”, acrescenta o autor. Depois de ser analisado pelas comissões temáticas do Senado, o PLS 195/2017 será submetido ao Plenário da Casa.

REGULARIZAÇÃO TRIBUTÁRIA – Nesta quarta-feira (28), foi aprovado o plano de trabalho da comissão mista do Congresso Nacional responsável pela análise da Medida Provisória (MP) 783/2017. Presidida pelo senador Fernando Bezerra Coelho, a CMMPV 783 tem como relator o deputado Newton Cardoso Junior (PMDB-MG), que apresentou o cronograma de trabalho do colegiado. Publicada em 31 de maio, a medida provisória cria o Programa Especial de Regularização Tributária (Pert) em substituição à MP 766/2017, cujo prazo de validade terminou dia 1º deste mês. Uma das ações previstas no plano de trabalho aprovado hoje é a realização de audiência pública para o aprimoramento da MP 783/2017.

Ao debate, previsto para ocorrer na próxima terça-feira (4), serão convidados representantes da Secretaria-Geral da Presidência da República, do Ministério da Fazenda, da Receita Federal, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e da Confederação Nacional da Indústria (CNI).Também deverão participar da audiência pública, entidades como a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip), o Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada (Sinicon), a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única) e a Associação de Fabricantes de Refrigerantes do Brasil (Afrebras).

Durante a reunião de hoje da CMMPV 783, o senador Fernando Bezerra afirmou que o objetivo da comissão é chegar a um texto final para a medida provisória que atenda aos interesses do setor produtivo e, ao mesmo tempo, à necessidade de ajuste fiscal. “Para que o país possa colocar as contas públicas em dia, ajustar a economia e retomar o crescimento”, destacou o presidente do colegiado. “É preciso darmos condições, fôlego e prazos para que as empresas consigam pagar seus compromissos tributários, possam voltar à atividade plena e ajudar na recuperação e criação de empregos”, completou Fernando Bezerra,

A Medida Provisória 783/2017 amplia o Programa de Regularização Tributária (PRT), instituído pela MP 766, ao permitir a inclusão de débitos de natureza tributária e não-tributária vencidos até 30 de abril deste ano. Pelo PRT – também conhecido como o “novo Refis federal” –, este prazo era até 30 de novembro de 2016. De acordo com a nova MP, o devedor poderá indicar as dívidas fiscais que deseja renegociar, dentro de um conjunto especificado pela medida provisória. Entre elas, os débitos de natureza tributária e não-tributária com a Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), inclusive os oriundos de parcelamentos anteriores, aqueles que estão em discussão administrativa ou judicial e os que tiverem lançamento de ofício feito após a publicação da medida provisória.

Lagoa Grande: Alunos universitários denunciam caronas no ônibus escolar para o São João do vale

portal-de-lagoa-grande1-1-1024x576

O Lagoa Grande Notícias recebeu de alunos a denúncia que diz que o ônibus que transporta os alunos universitários para Petrolina, também estar indo lotado por pessoas que estão pegando carona para prestigiar o São João do Vale.

“Não me importo com as caronas no ônibus e nem tenho pra quê! Mas daí ao ônibus encher de caronas e vir estudantes em pé, já é demais. Quem quiser curtir a festa vindo no ônibus, tenha pelo menos a educação de dar o lugar à quem vem estudar”, desabafou um estudante que não quis se identificar.

Ainda de acordo com estudantes, essas pessoas ocupam os lugares dos alunos nas poltronas do ônibus.

“Espero que quinta-feira não seja eu quem venha em pé, porque se for vou reclamar ainda mais”, dispara o estudante.

 

Vereadora Rosa de Erasmo cobra melhorias no Transporte Escolar do interior de Lagoa Grande

DSC03342

A vereadora Rosa de Erasmo(PRB) na sessão desta terça(06) cobrou da atual gestão a melhoria do transporte escolar de localidades do interior de Lagoa Grande(PE).

Segundo a vereadora, no último domingo em visita a comunidade de Sombrio, a mesma recebeu denúncia de uma mãe que relatou que o ônibus que passa em Sombrio chegando até a Cabana já estar na terceira vez que vem quebrando.

“Então que seja resolvido, Ilha do Pontal também, então que possa ver a situação dos ônibus para que essas crianças não seja penalizadas, mas assim eu sei da competência do secretários, eu sei que eles tem competência, mas assim, para que o secretário faça o prefeito tem que dar autonomia, sei da competência de cada um”, frisou a vereadora Rosa.

Presidente Iara Evangelista volta a cobrar da Secretaria de Educação, transporte para universitários que estudam em Belém do São Francisco

DSC03370

Não sessão desta terça(06) da Casa Zeferino Nunes em Lagoa Grande(PE),  a presidente do legislativo Iara Evangelista(PSB), voltou a cobrar da atual gestão, a contratação de transporte universitário  para os alunos do município que estudam em Belém do São Francisco(PE).

A presidente Iara em seu discurso na tribuna disse  Já ter cobrado várias vezes a  questão do transporte universitário para Belém  e, solicitou que  o senhor secretário tenha sensibilidade e veja a questão do transporte.

De acordo com a presidente, houve um contato com o secretário no dia 22 de fevereiro depois alguns universitários conversaram com o mesmo pessoalmente e o mesmo ficou de analisar a situação  e ter um olhar especial e daria uma resposta.

A presidente Iara Evangelista relatou as dificuldades e lamentações de colegas da mesma  enquanto ela, durante quatro anos esteve estudando lá em Belém.

“Mas infelizmente até hoje nada foi resolvido. Eu como uma jovem passei quatro anos estudando lá, sei como é complicado,(…), principalmente no sábado para retornar, como é complicado lá as correrias e, muitas vezes vi até a lamentação de alguns colegas por que não tinha até o dinheiro pra pagar a passagem”, disse a presidente Iara.

 

IV Encontro com coordenadores escolares é realizado pela rede Municipal de Ouricuri/PE

Ascom - Secretaria Municipal de Educação de Ouricuri realiza IV Encontro de Coordenadores Escolares 02

A Secretaria Municipal de Educação realizou o IV Encontro com coordenadores escolares da rede Municipal de Ouricuri/PE, no polo da Faculdade Felipe Coelho, tendo como temáticas: atuação do Coordenador pedagógico e orientações sobre aplicação das provas da Olimpíada de Matemática.

O encontro contou com a participação dos coordenadores escolares, equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, onde foi salientado sobre o planejamento de aulas/ conteúdos e novas metodologias, bem como, sugestões de materiais didáticos, no intuito de facilitar e melhorar a prática pedagógica.

Desse modo, a reunião chega ao término nesse clima de comprometimento com a formação cidadã dos estudantes, buscando sempre reconhecê-los como atores principais da Educação.

ASCOM – Assessoria de Comunicação

Estagiárias da educação em Lagoa Grande denunciam que estão a quatro meses sem receber pagamento de bolsa

Seduc

Em Lagoa Grande no Sertão de Pernambuco, de acordo com informações recebidas pelo Lagoa Grande Notícia, o pagamento de estagiárias na área da educação está atrasado.

De acordo com uma estagiária que preferiu não se identificar; as mesmas assinaram um contrato de 30 dias e o mesmo já venceu e o pagamento da bolsa no valor de R$ 600 reais não foi pago, sendo que as mesmas estão 03 meses trabalhando sem nenhum amparo legal, devido o contrato ter sido de apenas 30 dias.

Ainda de acordo com outras informações, a secretaria de educação não esclareceu o porquê de não estar realizando o pagamento, e o que alega-se que está num processo de mudança de empresa que gere o sistema de estagio conforme determina a lei nº 11.788/setembro de 2008.

Apuramos ainda que existem estagiárias cumprindo mais de 30 horas semanais, desobedecendo o art 10 da referida lei, incisos I e II.

Outra denúncia que recebemos é que tem ASG sem curso superior dando aula.

Com a palavra a Secretaria de Educação(SEDUC) para os devidos esclarecimentos.

Em nota o ex secretário de Educação Daniel Torres lamenta ato de vandalismo ocorrido na Escola Eduardo Campos em Vermelhos

14502829_1149558191780395_262133772714950860_n

O ex secretário de Educação de Lagoa Grande(PE) Daniel Torres, em nota na sua página de facebook lamentou o ato de vandalismo e destruição que ocorreu esta semana na Escola Eduardo Campos no Distrito de Vermelhos e, disse se sentir indignado.

Escola esta que foi inaugurada em março de 2016 enquanto Daniel Torres esteve a frente da Secretaria de Educação do município.

O nome da escola é uma homenagem ao ex governador de Pernambuco, a escola leva o nome de Escola Municipal Governador Eduardo Henrique Accioly Campos e, dispõe de uma estrutura contendo doze salas de aulas, quadra poliesportiva coberta, internet, biblioteca, sala de grêmio, laboratórios de informática e ciências, refeitório, professores capacitados, e com uma capacidade para receber mais de 1.200 alunos vindos de Vermelhos e regiões circunvizinhas daquele distrito.

Confira a nota do ex secretário:

“Paramos um pouco pra ver as notícias da semana e nos deparamos com este lamentável, triste, horroroso e deprimente episódio contra o patrimônio da Educação do Nosso Município.

Não há como não nos indignarmos ao vermos estas tristes imagens. Não há uma unica justificativa para que isso aconteça, a Escola Eduardo Campos é uma patrimônio valioso do nosso Município, é um diferencial, foi a primeira e ainda talvez seja a única do Nordeste deste porte. Teve suas obras iniciadas e finalizadas durante nossa Gestão, más entre o sonho inicial e a inauguração foram praticamente três gestões, três gestores que lutaram por isso, e só por isso já exigia um cuidado maio, o zelo diferente por todos.

É inaceitável que os gestores trabalhem tanto, invista dinheiro e energia para construir e cuidar do patrimônio publico e um pequeno grupo de pessoas, gente que não tem respeito pela cidade, pela sua gente faça esse tipo de ação estúpida.

Não há como continuar aceitando esse tipo de crime (Art. 163- Código Penal Brasileiro) e achando que é assim mesmo, que é culpa de A ou de B, que falta isso, faltou aquilo, que é só arrumar e está tudo certo, NÃO, NÃO É ASSIM MESMO. Até porque não foi a primeira vez, já aconteceu com outros equipamentos recém inaugurados. As autoridades policiais precisam dar uma resposta imediata e segura em relação a isso. Mas acima de tudo que possamos nós, fazermos a nossa parte, acredito que o DEVER DO ZELO é de todos.”

Daniel Torres – Ex secretário de Educação

Fonte: facebook

LAGOA GRANDE-PE: Transporte escolar para os universitários, poderá parar por falta de pagamento

transporte-escolar

Contratados para fazer o transporte escolar, para os universitários estar há quase 60 dias sem receber pelo transporte. Segundo informações repassada ao Blog Diário Popular a qualquer momento o serviço de transporte poderá ser suspenso até que o pagamento seja efetuado aos proprietários dos ônibus.

Desta forma “Não temos como pagar banco, tratar da família e não tem como viver sem dinheiro, o poder público está acabando com nós. As informações que chegaram que já foi procurado a Prefeitura, e como sempre fica aquela conversa mole, pago semana vem, os dias vão passando e nada. Sim continuar assim é provável que que logo, logo os alunos não terá transporte”.

Os universitários poderá fazer manifesto desta vez com o apoio de pais de alunos, que entendem as dificuldades enfrentadas.

Blog Diário Popular

Ônibus universitários de Lagoa Grande e Santa Maria da Boa Vista foram retidos pela EPTTC por irregularidades na documentação

unnamed-3

Na noite de ontem, os transporte universitários dos estudantes das cidades de  Lagoa Grande e Santa Maria da Boa Vista ficaram mais de uma hora parados, segundo informações passadas ao blog do Everaldo, os veículos foram parados para realização de uma vistoria pela EPTTC, algumas irregularidades na documentação dos veículos foram encontradas.

Segundo as normas da Empresa Petrolinense de Trânsito e Transportes, os ônibus que transportavam os universitários foram apreendidos por algumas irregularidades entre elas a Falta do certificado de transporte escolar.

Após a fiscalização os veículos foram liberados com o compromisso da regularização o mais rápido possível.

Blog do Everaldo