Secretaria de Saúde de Lagoa Grande inaugura PSF 05 no Distrito de Jutaí totalmente reformado

FB_IMG_1518208274287

FB_IMG_1518208291228

Nesta sexta(09), a Secretaria Municipal  de Saúde de Lagoa Grande (PE) inaugurou o PSF 5 totalmente reformado no Distrito de Jutai no interior do município.

Na solenidade de inauguração, o secretário da pasta Italo Ferreira, não escondeu a satisfação em estar concedendo a população de Jutaí e adjacências um PSF com total condição de receber e atender aos pacientes satisfatoriamente.

FB_IMG_1518208299560

Em sua fala o secretário foi categórico  em seus agradecimentos as pessoas que foram integralmente e diretamente responsaveis para que a ação acontecesse.

“Agradeço a cada pedreiro e serventes que realizaram o serviço de ampliação e reforma do PSF 5 da comunidade do Distrito de Jutaí, pois, sem os serviços desses profissionais o PSF não estaria organizado e proporcionando maior conforto para a comunidade”, agradeceu o secretário Italo Ferreira.

O secretário também agradeceu ao prefeito Vilmar Cappellaro pela  dedicação tanto dos vereadores, secretários, equipe da saúde e população de Jutaí e localidades circunvizinhas destacando o respeito  a minha admiração na realização da importante ação.

Além da população, a solenidade de inauguração contou com a presença do prefeito Vilmar Capellaro, vereadores da oposição e situação, do presidente do Conselho Municipal de Saúde Francisco Gomes entre outras lideranças e representações  locais.

 

Cemafauna faz alerta: macacos não transmitem a Febre amarela

Febre amarela não é culpa dos macacos - Sagui-do- tufo- branco

Nessa época, frequentemente, vemos notícias sobre o aumento do número de casos de pessoas infectadas pelo vírus da febre amarela. Muitas ainda pensam que os macacos dos gêneros Alouatta, Callithrix e Sapajus (que ocorrem na caatinga) são os grandes vilões dessa história e desconhecem o fato de que esses animais são vítimas tanto quanto nós e sucumbem rapidamente. Na verdade, eles são os nossos sentinelas, ou seja, servem de alerta para as instituições de saúde, mostrando que tal área está sob o foco da doença, dessa forma, colaborando para a elaboração de ações preventivas. A febre amarela é transmitida somente pelo mosquito Aedes aegypti e mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes, tanto nos humanos quanto nos macacos.

Em nossa região, predominantemente do bioma Caatinga, é muito comum encontrar até mesmo em áreas urbanas o sagui-de-tufo-branco (Callithrix jacchus), um dos primatas mais conhecidos do Brasil. De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio),essa espécie tem sua origem na Caatinga (é endêmico ao Brasil, estando presente nos estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte como residente e nativo. Nos estados da Bahia, Maranhão, Sergipe e, possivelmente, no nordeste do Tocantins, como residente, mas com origem incerta.

Nos estados do Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina como residente e introduzido. Além dessa espécie, há também o sagui-de-tufo-preto (Callithrix penicillata) tendo sua distribuição   endêmica no Brasil, presente nos estados da Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Piauí, São Paulo e no Distrito Federal, como residente e nativo, e nos estados do Espírito Santo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina como residente e introduzido. Ambas as linhagens também são muito vulneráveis ao vírus e acabam morrendo rapidamente.

Pensando na conservação da fauna silvestre, o Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga inicia a campanha ‘Febre amarela não é culpa dos macacos!’ para alertar a população local e comunidade acadêmica do Campus de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), zona rural de Petrolina, sobre a importância da conscientização a respeito do ciclo de transmissão do vírus da Febre amarela que no país, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico, de 1º de julho de 2017 a 6 de fevereiro de 2018, há registro de 353 casos, sendo destes 98 mortes.

Pernambuco não consta no mapa de casos notificados e confirmados de contaminação com a doença, apesar disso, em Petrolina, a Secretaria Municipal de Saúde recebeu 200 novas doses da vacina que já estão disponíveis desde 19 de janeiro e reforça que o público-alvo (crianças – a partir dos nove meses – que viajarão para regiões consideradas de risco, bem como adultos – até 59 anos – na mesma situação) pode  se dirigir até a AME Policlínica, das 8h às 17h, no centro da cidade.

Entenda o ciclo de transmissão da febre amarela:

O vírus da febre amarela é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados. A doença não é passada de pessoa a pessoa. A vacina é a principal ferramenta de prevenção e controle da doença.

Há dois diferentes ciclos epidemiológicos de transmissão, o silvestre e o urbano. Mas a doença tem as mesmas características sob o ponto de vista etiológico, clínico, imunológico e fisiopatológico. No ciclo silvestre da febre amarela, os primatas não humanos (macacos) são os principais hospedeiros e amplificadores do vírus e os vetores são mosquitos com hábitos estritamente silvestres, sendo os gêneros Haemagogus e Sabethes os mais importantes na América Latina. Nesse ciclo, o homem participa como um hospedeiro acidental ao adentrar áreas de mata. No ciclo urbano, o homem é o único hospedeiro com importância epidemiológica e a transmissão ocorre a partir de vetores urbanos (Aedes aegypti) infectados.

A pessoa apresenta os sintomas iniciais 3 a 6 dias após ter sido infectada.

(Fonte – Ministério da Saúde)

Essas são orientações do Ministério da Saúde e dos órgãos ambientais federais: 

·   A denúncia de maus tratos a macacos deve ser feita pela Linha Verde do Ibama –  0800 61 8080. Lembramos que matar, perseguir, caçar ou ainda praticar abuso ou maus tratos é crime de acordo com a Lei federal 9605.

·  Se encontrar macacos mortos, informe o Serviço de Saúde do município ou do estado pelo telefone 136.

Jaquelyne Costa/ Ascom Cemafauna

Secretaria de Saúde de Trindade terá que prestar esclarecimento ao Conselho Municipal de Saúde sobre andamento da UPA

Na última reunião do conselho Municipal de Saúde de Trindade-PE realizada na terça-feira (30/01) um dos pontos abordados foi o questionamento do andamento da obra da Unidade de Pronto Atendimento – UPA, o questionamento veio juntamente com a entrega do oficio 013/17 de 30/11/17 de autoria de João Andrade presidente da Associação Espaço Livre de Trindade, no qual solicita parecer do andamento da UPA, o documento foi colocado em votação onde foi aprovado por todos os conselheiros presentes.

 

Com o documento aprovado no conselho, a Secretaria Municipal de saúde terá que entregar por escrito toda a tramitação legal da obra que no momento está parada.

oficio071

 

 

Por: Genario Reis

Conselho Municipal de Saúde apresenta relatório com denúncias contra a saúde de Lagoa Grande

DSC00491

Na última sexta(26),  a reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde Lagoa Grande(PE), foi bastante recheadas de denúncias por parte dos conselheiros do referido órgão fiscalizador do sistema de saúde do município.

Além da Comissão de Orçamento e Finanças do conselho, suspender a votação das contas referentes aos meses de Setembro a Dezembro de 2017, por falta de esclarecimentos sobre alguns valores de despesas considerados elevados, ainda foi apresentado uma série de denúncias em relação ao Hospital José Henrique de Lima e nos PSF´s  do município.

DSC00482

A Conselheira Maria do Socorro Ramos, apresentou um relatório contendo várias denúncias e irregularidades encontradas em visitas de fiscalização do conselho aos PSF´s e através de denúncias feitas pelos próprios pacientes.

Confira as denúncias:

  • PSF 02

Desde dezembro foi constatado que vem ocorrendo uma dupla escala de servidores, onde uma técnica de enfermagem do PSF 02 estava dando plantão no Hospital José Henrique de Lima, deixando na sua função no referido PSF, uma Agente Comunitária de Saúde(ACS).

A denúncia foi constatada pelo conselho e considerada grave pelo presidente do Conselho Francisco Gomes, diante da dupla função e os dois salários.

  • PSF 04

 A denúncia é sobre a pessoa responsável pelo atendimento na Farmácia e a recepcionista, onde ambas se ausentaram ás 12h30min do seu serviço, quando são contratados para trabalhar 08 horas diárias e no entanto, ao sair no referido horário soma-se quatro horas e meia.

Na ausência da pessoa responsável pelo atendimento na Farmácia Básica chegaram pessoas para pegar medicação e, não encontraram quem atendesse, porque a Farmácia estava fechada. Com isso, havia pessoa que estava tentando pegar o remédio desde a última semana devido não encontrar a farmácia aberta.

  • PSF 09

Uma paciente reclamou que foi pegar medicação lá no PSF em Açude Saco e a servidora de plantão pediu que a própria paciente fosse até a Farmácia Básica e pegasse a medicação da mesma. Correndo risco desta paciente pegar a medicação errada, por falta de esclarecimentos.

  • PSF 10

Foram duas graves denúncias do PSF 10. Falta de atenção por parte da pessoa que fica na sala de vacina com procedimento de vacinação a gestante errada.

E ainda, enfermeira tratando mal as gestantes, fazendo com que diante de estarem sendo destratadas por esta enfermeira, essas gestantes estejam sem querer ir fazer o pré-natal naquela unidade de saúde.

De acordo com o relatório apresentado pela conselheira Maria do   Socorro, também foi encontrado terço de férias dos PSF´s sem serem pagos aos servidores.

Neste mesmo relatório, ainda foi solicitado da Secretaria de Saúde, esclarecimentos sobre os Agentes Comunitários de Saúde(ACS) que foram denunciados pelos pacientes das suas áreas, em que os mesmos não fazem visitas as residências, sendo que, no entanto, houve uma fiscalização nas áreas que os ACS foram denunciados e, até agora não foi apresentado ao conselho nenhuma decisão diante das denúncias.

O Lagoa Grande Notícias deixa o espaço reservado para  a Secretaria Municipal de Saúde Lagoa Grande – PE, para quaisquer esclarecimento, caso julgue necessário.

Comissão de Orçamento e Finanças do conselho Municipal de Saúde de Lagoa Grande, suspende votação de contas da Secretaria de Saúde e pedi esclarecimentos sobre despesas

DSC00470

DSC00497

Na última sexta(26), o Conselhos Municipal de Saúde de Lagoa Grande(PE) esteve reunido com seus conselheiros onde foram debatido entre outros assuntos, as contas da Secretaria Municipal de Saúde referentes  aos meses de Setembro a Dezembro de 2017.

Após uma minuciosa avaliação feita pela comissão de Orçamento e Finanças do conselho, formada pelo presidente do conselho Francisco Gomes, Adebaldo Nunes e Maria do Socorro Ramos, a comissão decidiu não votar as contas.

O motivo é que segundo a comissão, as referidas contas necessita de mais esclarecimentos por parte da Secretaria de Saúde, a exemplo das despesas realizadas com Tratamento Fora de Domicilio(TFD), manutenção com veículos, despesas de combustíveis e xerox.

DSC00824

Os valores das despesas chamaram atenção da comissão, como manutenção de veículos que chegou a R$ 257 mil, como também a totalização de despesas com TFD não foi enviado para análise da comissão, assim como, valores gastos com combustíveis chegaram a R$ 40 mil reais, xerox foram R$ 6 mil reais.

DSC00506

“A gente viu por bem quando analisou tudo, a gente deu uma suspendida e pedi esclarecimentos de uns itens que tem e não conseguimos entender, não é que talvez esteja errado, não conseguimos entender e, a gente quer melhores   esclarecimentos pra poder avaliar”, explica Francisco Gomes.

O secretário Ítalo Ferreira não esteve presente na reunião e mandou um representante devido estar fora do município.

As contas poderás serem votadas na reunião do próximo mês, mediante o secretário Italo Ferreira, dar esclarecimentos solicitados sobre os referidos gastos com valores elevados.

Além das contas a serem votadas, foram apresentados várias denuncias graves pelos conselheiros.

Na oportunidade, estiveram presentes os vereadores Carlinhos Ramos, Lindacir Amorim, Professor Vavá e Fernando Angelim.

 

IMIP é primeira opção dos melhores colocados no processo seletivo de residência 2018

Os programas de residências uniprofissionais do IMIP foram por mais uma vez destaque no processo seletivo de residência em Pernambuco. Dez cursos da Instituição foram a primeira opção dos aprovados que tiveram o melhor desempenho no certame para 2018.

Este ano, o IMIP também abriu vagas para o Programa de Enfermagem em Transplante Cardíaco e Assistência Ventilatória Mecânica (único no Estado). Ao todo, 21 candidatos se inscreveram para as 2 vagas oferecidas.

Confira abaixo o desempenho dos programas:

1-Enfermagem em Cancerologia: as quatro vagas oferecidas pelo IMIP foram preenchidas pelos quatro primeiros colocados do processo seletivo.

2- Enfermagem em Nefrologia: são quatro vagas e as três maiores notas escolheram o IMIP como primeira opção.

3- Enfermagem Cirúrgica: são quatro vagas e o primeiro e terceiro colocados optaram pelo IMIP.

4- Enfermagem em Saúde da Criança: são cinco vagas e todos os primeiros lugares virão para o IMIP, exceto o terceiro colocado.

5- Enfermagem Obstetrícia: são sete vagas e o Instituto ficou com os primeiros colocados, exceto o 2º e 4º classificado.

6- Farmácia: temos três vagas e os quatro primeiros lugares, exceto o segundo colocado, escolheram a Instituição.

7- Fisioterapia: o 1º, 3º, 6º e 7º classificados vão ocupar as 4 vagas credenciadas.

8- Psicologia: as quatro vagas credenciadas ficaram com o 1º, 3º, 4º e 5º lugares.

9- Odontologia Hospitalar: as duas vagas foram escolhidas pelos 3º e 5º lugares classificados.

10- Odontologia Pediátrica: são quatro vagas e o IMIP ficou com os 1º, 2º, 4º e 6º lugares.

O IMIP oferece os seguintes programas uniprofissionais: Residência em Enfermagem, Residência em Enfermagem em Canceriologia, Residência em Enfermagem em Clínica Cirúrgica, Residência em Enfermagem em Saúde da Criança, Residência em Enfermagem em Saúde da Mulher, Residência em Enfermagem em Nefrologia, Residência em Enfermagem em Unidade de Terapia Itensiva, Planejamento e Gestão dos Serviços Farmacêuticos e Farmácia Hospitalar, Fisioterapia Respiratória, Residência em Nutrição, Odontologia Hospitalar, Odontologia Pediátrica e Psicologia.

 

Casa Nova: Na lista das cidades que MS recomenda vacinação, já disponibiliza vacinas

Campanha de vacinação contra febre amarela

Com a recomendação do MS – Ministério da Saúde de vacinar pessoas residentes em Casa Nova contra a febre amarela, a Secretaria de Saúde de Casa Nova informa que dispõe de vacinas em todos os postos de saúde do município.

As vacinas estão disponíveis para crianças a partir de 9 meses; adultos até 59 anos, 11 meses e 29 dias; pessoas que farão viagens aéreas, de risco ou para fora do pais e que necessitam do certificado de vacinação.

Gestantes e idosos a partir de 60 anos precisam de indicação médica para serem vacinados.

“Procure a unidade saúde mais próxima de sua residência, leve a carteira de vacinação e todos serão atendidos, pois temos doses em número suficiente para atender à demanda” – esclarece a Secretária de Saúde, Maria de Lourdes Silva Santos – “Não há casos de febre amarela registrados em nosso município e queremos continuar assim. ” – Encerra.

Lagoa Grande: Vereadora Lindaci demonstra preocupação com PSF´s fechando dia 18 e abrindo somente em janeiro

DSC00153

A vereadora Lindaci Amorim(PT) demonstrou preocupação com a decisão a atual gestão de Lagoa Grande(PE), em fechar os Postos de Saúde da Família(PSF) por quase um mês.

A partir desta segunda dia 18, os PSF´s do município estarão fechando e o atendimento somente retornará as atividades em 05 de janeiro.

“E uma preocupação os PSF fechar dia 18 e abrir 05 de janeiro sem ter medico, enfermeiro, vai ser aberto só com os auxiliares, então é preocupante, sabemos que não tem suporte”, disse Lindaci Amorim.

Para a vereadora, mesmo com a justificativa em que os médicos estarão atendendo no hospital, não há suporte para ambulatório para atender os 10 PSF´s  do município que estarão fechados.

 

Prefeito Pedro Oliveira acompanha os serviços de reforma do Hospital Municipal de Curaçá(BA)

24313309_851916118301815_4574647830557515391_o
24837550_851916198301807_5447109896283315464_o
Na manhã desta terça(05), o Prefeito Pedro Oliveira esteve em visita ao Hospital Municipal Dr Jaime da Silveira Coelho, para acompanhar de perto os serviços de reforma. Na oportunidade, cumprimentou os pedreiros e toda direção do hospital.
Para o prefeito, a reforma é uma realização do sonho de todos os Curaçaenses. “ Estamos realizando e fazendo o melhor pela a saúde do nosso Município, pois a população há muito tempo cobra e na nossa gestão, a saúde é prioridade”, afirmou
Acompanharam o gestor o Chefe do Gabinete Sandro Alves, o Secretário de Saúde Gilberto Libório, o Assessor especial Jean Dias, o Secretário de Desenvolvimento Social, Celso Ataides dos Santos Junior, Assessor de Convênios Edgar Araujo e o Engenheiro Pedro Francisco.
Ascom – Prefeitura Municipal de Curaçá

Secretaria de Saúde de Curaçá(BA) realizará nesta segunda(27) Saúde Multicores

WhatsApp Image 2017-11-24 at 12.34.38

O Governo Municipal de Curaçá, através da Secretaria de Saúde, estará realizando no próximo dia 27/11, segunda – feira, o evento SAÚDE MULTICORES, na Praça de eventos das 8 às 15:00h. A população contará com distribuição de preservativos (masculino e feminino), distribuição de lubrificantes, Realização de testes rápidos: Hepatite B e C, HIV e sífilis. Vacina contra hepatite, Realização de exame preventivo, consulta com urologista, atendimento odontológico, glicemia capilar (teste de diabetes), aferição de pressão arterial, atendimento de nutricionista, acompanhamento do bolsa família, Atividades educativas e físicas.

O objetivo da evento Saúde Multicores, é trabalhar a promoção, prevenção e recuperação de diversas doenças como suicídio, câncer de mama, câncer de boca, diabetes, câncer de próstata e HIV/AIDS.

A Organização do evento irá reunir em um só evento, a comemoração do setembro amarelo, outubro rosa, novembro azul e dezembro vermelho, tornando a saúde multicores e chamando a população Curaçaense para o combate e prevenção dessas doenças que a cada dia vem ganhando maiores proporções na saúde pública.

Ascom Prefeitura Municipal de Curaçá