Garoto de Petrolina com doença rara está sem receber alimentação especial

Resultado de imagem para Garoto de Petrolina com doença rara está sem receber alimentação especial

Em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, um adolescente de 16 anos de idade, sofre a pouco mais de um ano com a encefalite viral. A doença rara provoca uma inflamação no cérebro, causando a paralisia do garoto. Com isso, ele precisa de uma alimentação especial. Esta deveria ser fornecida pelo Governo do Estado de Pernambuco, conforme decisão judicial, mas segundo familiares, o fornecimento foi interrompido,

Pedro Rodrigues Medrado Neto encontra-se paralisado em uma cama e se alimenta com a ajuda de doações. “Ele deu uma dor de cabeça e uma febre, e foi perdendo a voz, levamos para o Hospital de Traumas. Nessa época, ele ainda falava, andava e tomava o banho dele. Em cinco dias, ele paralisou e deu uma parada cardíaca”, explica a dona de casa, Maria José da Silva.

O menino pesa hoje 25kg, mas por falta de uma alimentação específica, Pedro já chegou a pesar 15 kg. A alimentação que ele necessita deveria ser fornecida pelo Governo do Estado de Pernambuco, através da Secretaria Municipal de Saúde. A família ganhou na justiça o direito de receber os suplementos alimentares. “Está com oito meses e nunca foi resolvido. Só recebi 90 caixas de cada e não recebi mais nada”, relata Maria José.

As latas que a família conseguiu foram por meio de doações de pessoas como o empresário João Guilherme. Ele ficou sabendo do caso e resolveu fazer uma mobilização pelas redes sociais. “Conseguimos ar-condicionado, colchão especial, travesseiro e 30 dias da alimentação especial”.

De acordo com o neurologista, Tércio Cavalcanti, o tratamento da encefalite viral precisa ser feito ainda no início do diagnóstico. “A forma mais comum de adquiri-la é por reativação do vírus latente no corpo humano da pessoa. A pessoa já teve contato com o vírus em algum momento da vida. A gente tem muitos casos no mundo todo de herpes simples tipo I que é aquela labial, quando a gente tem contato com esse vírus a gente se recupera da doença, mas ele fica no nosso corpo de forma inativada”, explica.

Ainda segundo o médico, o tratamento precisa ser multidisciplinar. “Deve fornecer a melhor via de nutrição para evitar a desnutrição e fisioterapia, não só motora, mas a respiratória”, reforça.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que tem trabalhado para agilizar o processo de aquisição da alimentação de Pedro. Um dos três alimentos que devem ser fornecidos já foi entregue ao estado e deve estar disponível para o paciente nos próximos dias. O outro está com entrega atrasada pelo fornecedor, que já recebeu notificação da secretaria para agilizar a entrega. E o terceiro alimento ainda está em processo de cotação e não houve fornecedor interessado em vender o produto. (Via: G1 Petrolina)

Vereador Carlinhos Ramos(PSB) critica mudança de endereço do CRAS em Lagoa Grande

DSC00268

O vereador Carlinhos Ramos(PSB) em Lagoa Grande(PE), criticou a mudança de endereço do CRAS anunciado pela atual gestão com a descentralização da população de bairro.

A critica do parlamentar, foi devido o Centro de Referência da Assistência Social – CRAS, já estar instalado em um bairro onde concentra uma grande parte da população e de melhor acesso.

“Essa mudança de endereço foi uma aberração, o CRAS funcionava no bairro estátua, este bairro concentra grande população em vulnerabilidade, essa é o motivo suficiente para não mudar o endereço, ou pelo menos o bairro”, criticou o vereador.

Outro motivo citado pelo vereador é que foi iniciado a uns 90 dias ainda na gestão passada do ex prefeito Dhoni Amorim, a construção dá sede própria do CAPS que segundo ele, inclusive até o dia 31 de dezembro ficou bem avançado, por isso é importante rever essa situação de mudança de endereço do CRAS, diz o vereador.

 

Lagoa Grande: O Incentivo que virou desincentivo para Agentes Comunitários de Saúde(ACS) com a falta de pagamento pela atual gestão

Resultado de imagem para agentes comunitários de saúde sem salario

Em Lagoa Grande no Sertão do São Francisco, Agentes Comunitários de Saúde(ACS) estão indignados e revoltados com atual gestão do prefeito Vilmar Cappellaro(PMDB) pela falta de pagamento do incentivo, um repasse do governo federal a categoria que é pago como 14º salário pelo município.

Aprovado desde dezembro passado pela câmara de vereadores, o que era pra ser um incentivo aos ACS´s passou a ser um desincentivo para a categoria que está vivendo de promessas pela atual gestão, promessas essas não cumpridas do pagamento do referido beneficio, um direito dos Agentes Comunitários de Saúde do município.

A novela de promessa de pagamento já vem a vários dias, com diversas desculpas esfarrapadas, como, contas zeradas deixadas pela gestão anterior, regularização de senhas, computador com vírus no sistema, entre outras desculpas absurdas, uma verdadeira falta de respeito com a categoria.

De acordo com informações da categoria, após fazer um movimento da semana passada em frente a secretaria de saúde saíram com a promessa que o pagamento sairia ainda naquela semana, o que não aconteceu, mudando o prazo para estar em conta de ontem(segunda) pra hoje terça(31) o que até o momento não aconteceu.

E o mais absurdo, é que de acordo com informações dos ACS´s na semana passada houve ameaça de corte do dia, caso os profissionais saíssem das suas  áreas  para vir cobrar o pagamento.

A falta de pagamento do beneficio aos ACS´s tem virado polemicas nas redes sociais de whatsapp, diante da enrolação da atual gestão.

“Eles estão tirando onda com nossa cara”, diz um ACS.

O incentivo adicional (14º salário) tem previsão na Lei 12.994/14, além das portarias anteriores a Ela. Ele é garantido tanto aos Agentes Comunitários quanto aos Agentes de Combate às Endemias, conforme reafirmação da Portaria 2.031, DE 09/12/15.

O incentivo extra ou adicional (denominado popularmente de 14º salário) deve ser garantido tanto aos Agentes Comunitários de Saúde quanto aos Agentes de Combate às Endemias, é o que diz a Lei 12.994/14:

““Art. 9º-D. É criado incentivo financeiro para fortalecimento de políticas afetas à atuação de agentes comunitários de saúde e de combate às endemias.”

Como perguntar não ofende: Quando será que essa promessa de pagamento vai se cumprir com os ACS´s já que o prefeito Vilmar Cappellaro diz ter elegido o servidor como prioridade da sua gestão?

Com a palavra, a prefeitura municipal de Lagoa Grande(PE).

 

Municípios passam a ser obrigados a fazer levantamento de infestação por Aedes

paulo_whitaker

A partir de agora, todos os municípios serão obrigados a fazer o levantamento de infestação pelo mosquito Aedes aegypti. A informação deverá ser enviada para as secretarias estaduais de Saúde que, por sua vez, repassarão os dados para o Ministério da Saúde.

A decisão, publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (27), determina que municípios com mais de 2 mil imóveis realizem o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa). Municípios com menos de 2 mil imóveis devem realizar o Levantamento de Índice Amostral (LIA). Os levantamentos têm o objetivo de identificar a porcentagem de imóveis que apresentam criadouros de mosquito em cada cidade.

Já municípios que não são infestados pelo mosquito devem fazer o monitoramento por ovitrampa ou larvitrampa, armadilhas que permitem identificar se existem mosquitos pondo ovos na região.

Muitos municípios já realizam esse tipo de levantamento rotineiramente. Em 2016, por exemplo, 62,6% dos municípios com mais de 2 mil imóveis realizaram o LIRAa e repassaram os dados para as autoridades estaduais e federais. A partir dessas informações, o Ministério da Saúde colocou em alerta de risco para dengue, zika e chikungunya 855 cidades brasileiras.

Em 2016, até 24 de dezembro, o Brasil registrou 1.976.029 casos prováveis das três principais doenças transmitidas pelo mosquitoAedes aegypti no Brasil: 1.496.282 de dengue, 265.554 de chikungunya e 214.193 de zika.

Em dezembro, o Ministério da Saúde já tinha anunciado que o repasse da segunda parcela de uma verba de R$ 152 milhões destinada ao combate do Aedes só seria feito para os municípios que tivessem feito o LIRAa ou o LIA.

A resolução publicada nesta sexta-feira foi assinada pela Comissão Intergestores Tripartite, composta pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, pelo presidente do Conselho Nacional de Secretários da Saúde, João Gabbardo dos Reis, e pelo presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, Mauro Guimarães Junqueira.

G1/PE

Servidores da saúde formam sindicato da categoria em Santa Maria da Boa Vista

A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna

Servidores da saúde estiveram reunidos na manhã desta quinta (26) no auditório da câmara de vereadores de Santa Maria da Boa Vista para assembleia geral de fundação do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais em Saúde de Santa Maria da Boa Vista.
O evento contou com participação de várias representações da saúde como agentes de endemias, agentes comunitários de saúde, enfermeiros, médicos, laboratoristas, bioquímicos, técnicos em enfermagem, odontólogos, fisioterapeutas entre outros.
Durante a assembleia foi lido o estatuto que regera o novo sindicato no município e região, além de ter sido apresentado os primeiros membros que irão compôr o citado sindicato, para conhecimento e aprovação da categoria. Após a conclusão dos trabalhos a diretoria ficou composta da seguinte forma:

Presidente – Fernando Antônio ( Médico );
Secretário Geral – Fernando Nóbrega ( Bioquímico );
Tesoureira Geral – Yana Araújo ( Fonoaudióloga );
Diretor de Comunicação/ Imprensa – Adilson Gonçalves ( Odontólogo );
Diretor de Assuntos Jurídicos- Danila Barboza ( Enfermeira );
Diretora de Saúde do Trabalhador – Sheyla Remigio ( Fisioterapeuta );
Diretora de assuntos sociais e culturais – Maria Josefa (Técnica em enfermagem);

Suplentes : Joice Emanuelle Costa ( Médica ) e Adriana aragão ( Psicóloga ).

Conselho Fiscal :

Daniely Figueiredo ( Enfermeira );
Hostílio Gomes ( Odontólogo );
Antônio Wilson ( Técnico em enfermagem );
Jane Cleide Conceição ( A.C.S );

A diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos em Saúde de Santa Maria da Boa Vista terá mandato de 04 (quatro) anos e todos os sócios ativos durante esse período terão direito a concorrer a cargos na diretoria.

Fonte; Boa Vista FM

Solidariedade: Vítima de uma bactéria contraída em uma piscina em Petrolina, precisa de sua ajuda

Este é Pedro Rodrigues Medrado, tem 16 aninhos e está em uma cama a mais ou menos um ano, vítima de uma bactéria contraída em uma piscina. A doença paralisou todo o seu corpo deixando-o com severas sequelas. Pedro faz uso de uma alimentação muito especial que custa algo em torno de R$ 2,500.00 por mês, sua família não tem condições de arcar com essa e outras despesas. Hoje está faltando quase tudo!

João Guilherme se disponibilizou a buscar as doações em domicilio, caso não tenham como entregar.

Esse é o contato do João (74) 9 8808-1737.

PONTO DE ARRECADAÇÃO :

Pedro reside na Rua: 12 N° 641 Mandacaru- Petrolina-PE

MATERIAL DE USO URGENTE:

🔹Óleo de girassol

🔹Sabonete líquido Protex

🔹Gases

🔹Fraldas Geriátricas G

🔹Mucilon de Arroz

🔹Farinha de Aveia

🔹Nutrison Nestlé

🔹Nutrem Sênior

🔹Novasource GC

🔸Cesta básica para família.

PE alerta para risco de surto de infestação por Aedes aegypti em 60 cidades

2016-07-19t111439z-1007810001-lynxnpec6i0p6-rtroptp-3-sports-us-olympics-rio-golf-chia

Dos 184 municípios pernambucanos, 60 estão em risco de surto de infestação por mosquitos que transmitem zika, chikungunya e dengue. Os dados do primeiro ciclo do Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (LIRAa) de 2017 foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). Eles correspondem ao período entre os dias 1º e 21 de janeiro. O boletim ainda aponta 60 cidades em situação de alerta e 45 consideradas satisfatórias.

Dezenove municípios ainda não informaram o resultado do primeiro LIRAa do ano. São eles: Angelim, Belém de Maria, Buenos Aires, Buíque, Cabrobó, Cumaru, Dormentes, Feira Nova, Ferreiros, Glória de Goitá, Ilha de Itamaracá, Itaíba, Itaquitinga, Jatobá, Lagoa dos Gatos, Machados, Primavera, São Lourenço da Mata e Tacaratu.

Vale ressaltar que Fernando de Noronha não entra no balanço. Isso porque a ilha não tem indicação técnica para realização do levantamento, segundo a SES.

O Recife conseguiu manter o índice de infestação de 1.2, considerado estável. De acordo com a Secretaria de Saúde da capital, apenas o bairro da Várzea, Zona Oeste, apresentou “risco muito alto” de infestação pelo Aedes com 6.6 de índice.

Porém, bairros como Torre, Ipsep, Brejo do Beberibe, Córrego do Jenipapo, Macaxeira, Passarinho, Arruda e Campo Grande não registraram o índice.

G1/PE

Um ato de solidariedade que ajuda a salvar vidas

945225_231941

Em dificuldades para manter o serviço especializado devido a insuficiência de repasse feito pela Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco, com um teto de R$ 625 mil por mês, congelado desde 2014, é pela iniciativa popular que parte das despesas da Apami vêm sendo cobertas em uma conta que ainda não fecha. A exemplo da bióloga Mary Anne Saraiva, a ajuda chega para apoiar e dar continuidade ao tratamento de pessoas de mais de 60 municípios de três estados, atendidas em Petrolina.

Mary é também diretora de uma instituição de ensino privada e decidiu junto com os colegas de trabalho promover uma ação para arrecadação de valores que serão destinados ao Ceonco/Apami. “Estamos doando 100% da nossa arrecadação para a Apami. Isso é resultado do trabalho de diversas pessoas e também dos nossos alunos que através de suas inscrições contribuíram para realizarmos essa doação. Há 10 anos tive câncer, hoje estou curada e sei que a pior dor é não poder ter acesso ao tratamento, por isso precisamos nos conscientizar da importância de contribuir com a Apami, onde é ofertado tratamento de graça e com excelência”, afirmou.

As doações podem ser feitas ainda via depósito direto na conta da Apami: 1010-3, Agência: 0963-6, Banco do Brasil. Para maiores informações, interessados podem ligar através do telefone 87 3862 8659.

Imagem ilustrativa

 

Agentes Comunitários de Saúde reivindicam do prefeito Vilmar Cappellaro pagamento de Incentivo aprovado pela Casa Zeferino Nunes

Imagem1GFDD

O prefeito de Lagoa Grande(PE) Vilmar Cappellaro(PMDB) após tentar jogar pra plateia informações de ter recebido da gestão anterior contas zeradas e a imprensa publicar extratos com saldos de contas das secretarias de educação e saúde, a reclamação caiu por terra.

E de lá pra cá, com discurso de ter elegido o servidor como prioridade, mais uma categoria foi obrigado a fazer reivindicação por seus direitos, e nesta segunda(23) Agentes Comunitários de Saúde(ACS) estiveram na secretaria de saúde para protestar contra o não pagamento do repasse do recurso federal, um incentivo concedido como 14º salário aos servidores, aprovado pela câmara de vereadores.

De acordo com informações dos ACS´s, diante do diálogo mantido com a secretária de saúde, o pagamento do incentivo era pra ter sido efetuado nesta quarta-feira(24), no entanto, não saiu e a informação é que não há previsão de quando os servidores terão o incentivo disponível nas suas contas, deixando a categoria de bolsos vazios.

Com isso fica os ACS´s sem receber um repasse de direito da categoria, onde o discurso do novo gestor diz estar seguindo um plano rígido para fechar todas as ‘torneiras’, para gastar só o essencial para ‘arrumar a casa’, como divulgado e, também Cappellaro não dar sinais claros de austeridade na sua gestão, como também, não mostra ter elegido o servidor como prioridade da sua gestão como vem propagando.

Com a palavra a Prefeitura de Lagoa Grande-PE.

Upae Garanhuns participa de encontro com secretários de saúde do Agreste

A UPAE Garanhuns participou do acolhimento da Gerência Regional de Saúde aos novos secretários municipais de saúde, na última terça-feira (17), no auditório da FUNASA, em Garanhuns. O encontro, coordenado pela gestora regional de saúde, Catarina Tenório, serviu para apresentar a estrutura da Rede SUS regional, as coordenações da Geres e instituições como o Hospital Regional Dom Moura e a UPAE – Unidade Pernambucana de Atendimento Especializado. Ana Paula Melo, da Secretaria Estadual de Saúde, representou o secretário Iran Costa no encontro.

O Coordenador Geral da UPAE, Gustavo Amorim, fez a apresentação dos serviços oferecidos aos pacientes dos 21 municípios de abrangência da regional de saúde. “Em 2016 foram mais de 100 mil procedimentos, incluindo consultas e cirurgias, e realizamos mais de 160 mil exames. A UPAE é uma conquista regional, e por isto, deve ser tratada com carinho pelas secretarias municipais”. O gestor apresentou vários dados, principalmente as especialidades oferecidas e o fluxo do atendimento. Os coordenadores Franco Junqueira (médico) e Tayana Guerra (enfermagem) também participaram do encontro.
“Estamos agendando um novo momento no qual receberemos os secretários na nossa unidade, pois é importante que todos conheçam e possam ser parceiros, para assim ampliarmos ainda mais o atendimento à população da região” – Finalizou Gustavo Amorim.