Lagoa Grande inova e ganha empreendimento em mídia, o Grupo Visão Soluções

14724407_642363249268116_7098317650035126691_n
Lagoa Grande no Sertão de Pernambuco, busca desenvolvimento na área da internet e mídia visual, ganhando o Grupo Visão Soluções que começa a se expandir na cidade.

O Grupo Visão Soluções um grupo voltado para criação de mídia surgiu diante dos bastidores da Secretaria Municipal de Educação de Lagoa Grande a SEDUC, onde esse trabalho começou a ganhar forma.

Composto por um grupo de quatro membros, eles ajudavam na comunicação das ações realizadas pelas Escolas da Rede Municipal de Ensino e pela SEDUC, através da construção de alguns vídeos, na criação de algumas artes, textos, fotografias e no desenvolvimento de sistemas, e a partir de então foram vendo que cada um tinha um talento, uma habilidade especifica.

14657305_1160739694012960_8147877549628053619_n

Daí Rodrigo um dos membros, teve a ideia de se formar um grupo perante a capacidade de todos que desenvolvia tais funções já testadas e aprovadas.

“No começo era brincadeira, era pura resenha, não encarávamos como algo “palpável”. Até se depararmos com o período da campanha política. A ideia que foi dada foi ganhando corpo, amadurecendo naturalmente, novas habilidades foram desenvolvidas e novos conhecimentos foram adquiridos. Para o Grupo Visão a campanha de 2016 se resume a uma palavra: Aprendizado”, explicou Rodrigo.

Segundo eles, depois de uma breve conversa reuniram coragem e resolveram enfrentar o medo, as dúvidas, e colocar o Grupo Visão Soluções como realidade. Eles perceberam que se juntassem essas múltiplas habilidades poderiam formar um grupo capaz de ajudar diversos públicos que vai da pessoa que quer fazer um convite para o aniversário do seu filho, a uma empresa que quer criar/divulgar a sua marca ou seu evento.

“Esta filosofia que deu origem ao nome do grupo: O grupo Visão. Mas faltava algo, o diferencial. Como  a maioria do trabalho é voltado para a WEB, Redes Sociais, no desenvolvimento sistemas e aplicativos on-line capazes de ajudar na organização de uma empresa, comunicação visual, merchandising, tendo como norte, ideias autorais e exclusivas, achamos por bem complementar o nome Grupo Visão com a dupla de palavras Soluções Digitais”, disse Rodrigo.

O grupo visão é composto de um programador e desenvolvedor, um designer gráfico, um editor de vídeos e do administrador e editor de conteúdo, fazendo com que o Grupo Visão possa proporcionar um leque de soluções digitais para  empresa ou para evento.

Conheça mais do belo e grandioso trabalho do grupo Visão Soluções no Facebook: https://www.facebook.com/GrupoVisaoLG, e no site www.gpvisao.com.br

 

Fisioterapeuta Michelly Bezerra é confirmada Secretária de Saúde do governo de Humberto Mendes em Santa Maria da Boa Vista(PE)

dsc00048-768x576

A fisioterapeuta Dra Michelly Bezerra foi confirmada nesta terça(13) Secretária de Saúde do município de Santa Maria da Boa Vista(PE) na gestão do prefeito eleito Humberto Mendes(PTB) que terá início em 1º de janeiro de 2017.

O anuncio oficial veio em coletiva a imprensa convocada pelo prefeito eleito Humberto Mendes e seu vice Professor Valter na câmara de vereadores para anunciar o secretariado.

Dra Michelly já vinha sendo anunciada pela imprensa como sendo o nome cotado para assumir o cargo.

“Me sinto muito honrada de ser a mulher representada nas secretarias, quero agradecer a acolhido desde o dia 26 que foi anunciada a secretaria de saúde nós iniciamos todo o trabalho junto com a equipe de transição(…) conhecendo toda a realidade de saúde do município com muita responsabilidade e muita consciência de trabalho, são muitos desafios que estamos vendo a cada dia que estamos aqui no município”, falou a Dra Michelly Bezerra.

A futura secretária de saúde disse estar muito motivada em fazer um trabalho e na realidade tem muito a ser feito e afirmou ainda estar pronta para realizar esse trabalho a frente da secretaria de saúde do  município.

Marcelo Odebrecht confirma propina paga a Michel Temer e aliados

images-cms-image-000527172

247 – Marcelo Odebrecht, ex-presidente e herdeiro do grupo que leva seu sobrenome, confirmou à força-tarefa da Lava Jato a versão do ex-executivo da empreiteira Cláudio Melo Filho sobre pagamento de R$ 10 milhões ao PMDB feito a pedido do presidente Michel Temer. Marcelo respaldou o episódio do jantar no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, com a presença de Temer, então vice-presidente, e do hoje ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, no qual, segundo os delatores, foi acertado o pagamento para o peemedebista. Marcelo, que fechou acordo de delação premiada, depôs por pouco mais de três horas na segunda (12) em Curitiba. De acordo com procuradores, as oitivas seguiram terça (13) e devem durar ao menos três dias.

As informações são da Folha de S.Paulo.

O delator Cláudio Melo Filho já apresentou, inclusive, provas da propina encaminhada a Temer, incluindo um email de Marcelo Odebrecht (MO) para comprovar que os R$ 10 milhões pedidos por Michel Temer à empreiteira no Jaburu foram propina. Na mensagem, Marcelo diz ter feito o pagamento a MT (Michel Temer) depois de “muito choro” e afirmou que este seria o último pagamento ao time dele. Os recursos foram divididos com Eliseu Padilha, chefe da Casa Civil, José Yunes, amigo e parceiro de Temer, e também Eduardo Cunha, que, nas perguntas que tentou enviar a Temer, mas que foram barradas por Sergio Moro, o questionou sobre essa doação.

“Marcelo não deu detalhes sobre a operacionalização do dinheiro que, de acordo com Melo Filho, foi feita por Padilha. Segundo o ex-executivo, o hoje ministro do governo pediu que parte dos recursos fosse entregue no escritório de José Yunes, assessor e amigo de Temer, em São Paulo.

Temer, Padilha e Yunes negam ter praticado qualquer tipo de irregularidade e a empreiteira não se manifesta sobre o teor dos acordos.

Após a conclusão dos depoimentos, o ministro Teori Zavascki, do STF (Supremo Tribunal Federal), decide por homologar ou não os acordos.”

Senado aprova pacote para coibir ‘supersalários’ no serviço público

plenario-do-senado

O senado aprovou nesta terça-feira (13) um pacote com três projetos para coibir o pagamento dos chamados “supersalários” no serviço público (veja detalhes mais abaixo).

As propostas foram elaboradas por uma comissão especial criada pelo presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), com o objetivo de apurar remunerações que ultrapassam o teto constitucional e propor soluções para coibir a prática. A relatora do pacote foi a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO).

São considerados “supersalários” aqueles rendimentos, somados os benefícios, que ultrapassam o teto, atualmente estabelecido em R$ 33,7 mil, equivalente à remuneração dos ministros do Supremo Tribunal Federal.

Os três projetos aprovados pelo Senado seguirão para análise da Câmara. Se não forem alterados pelos deputados, os textos serão enviados para sanção do presidente Michel Temer. Caso haja mudanças, os senadores deverão analisar novamente as propostas.

As propostas do Senado

Um dos projetos aprovados nesta terça regulamenta o limite remuneratório dos servidores públicos federais, estaduais e municipais.

O texto estabelece que o teto de servidores federais continuará a ter como base o salário de ministros do Supremo. Para servidores estaduais, o limite aprovado no Senado será igual ao salário de governadores, deputados estaduais e desembargadores. No caso dos servidores municipais, o teto para os vencimentos será a remuneração dos prefeitos.

A segunda proposta aprovada altera a Lei de Acesso à Informação e estabelece que será obrigatória a divulgação das remunerações pagas aos servidores públicos incluindo a diferenciação sobre o montante referente à remuneração do funcionários e os valores relativos a indenizações e auxílios.

O terceiro projeto determina que o gestor responsável por autorizar pagamentos acima do teto a servidores poderá ser enquadrado no ato de improbidade administrativa.

O que entra no limite

Pelo pacote, entram no limite os seguintes rendimentos: salário; abono; auxílios (moradia, educação, creche e saúde); prêmio; adicionais (noturno, de insalubridade, periculosidade, plantão e penosidade); gratificações; ajuda de custo para capacitação profissional; retribuição por exercício em local de difícil provimento; valores decorrentes de cargos comissionados; horas extras; e bolsa de estudos.

Não serão contabilizados no limite: benefícios de caráter indenizatório, como ajuda de custo de mudança de sede por interesse da administração; auxílio-alimentação; auxílio-moradia concedido na forma de ressarcimento por despesa comprovada decorrente de mudança de ofício do local de residência; diárias em viagens realizadas no exercício do cargo; auxílio-transporte; indenização de transporte; e auxílio-fardamento.

O pacote também prevê:

  • Rendimentos derivados de gratificação natalina ou 13º salário serão considerados separadamente para efeito de limites remuneratórios;
  • As verbas de férias pagas adiantadamente serão somadas aos rendimentos do mês do usufruto para efeito de cálculo do montante sujeito ao limite de rendimentos;
  • A unidade da federação que se recusar a prestar informações sobre o cumprimento do limite remuneratório será responsável pela restituição dos valores pagos a mais. (G1)

Diplomados, Prefeitos de Cabrobó e Orocó agora só pensam na posse

dsc_0006

dsc_0037

O Juiz Eleitoral da 77ª Zona Eleitoral, Dr. Thiego Dias Marinho, diplomou os prefeitos e vereadores eleitos  dos municípios de Cabrobó e Orocó, que assumem o comando de seus municipios dia primeiro de janeiro de 2017.

Foram diplomados Marcílio Cavalcante (PMDB) e Pedro Caldas (PT), como Prefeito e Vice Prefeito do município de Cabrobó, e os vereadores eleitos: Avanildo LILI (PRTB), Dim Saraiva (PPS), Duda Caldas (PTB), João Pedro Novaes (PSD), Karla Amando (PRP), Professor Nilson (SD), Ramsés Sobreira (PMDB), Sininho (PSB), Suzana Freire (PSB), Tony de Moacy Rocha (SD), Zé Nilson Novaes (PP) e Zezito Salú (PDT), o vereador Marcos de Neuma do PMDB não compareceu a cerimônia de diplomação.

Foram ainda diplomados no evento, o Prefeito eleito de Orocó,Gueber Cavalcanti (PT) e a sua vice Adaltiane Menezes (PSL), além dos dos vereadores eleitos em 2 de outubro, Binho de seu Tonho (PTB), Ighor de Tatá (PDT), Ismael Lira (PSD), João de Demar (PP), Luiz do Projeto (PT), Marquinhos (PSL), Patrício do Projeto Brígida (PDT), Thiago Vasconcelos (PT) e Valkiria de Amando (PR).

Com este ato, a Justiça Eleitoral de Pernambuco declara aptos a assumirem os seus cargos, Prefeitos e Vereadores a partir de 2017 de Cabrobó e Orocó.

O Prefeito eleito de Cabrobó, Marcílio Cavalcanti,  estava muito alegre e feliz. Depois de tudo esclarecido ele é diplomado e já está trabalhando para que a partir de primeiro de Janeiro,  ao assumir a  prefeitura de Cabrobó,  possa realizar um governo  próspero e eficaz, proporcionando novos dias de uma administração comprometida com o desenvolvimento pleno da cidade.

Blog do Vinicius de Santana

Ministério Público age com vingança contra o Senado, diz Renan

Brazilian Senate President Renan Calheiros speaks during a session of the Senate in Brasilia on December 8, 2016.  Brazil's Supreme Court Wednesday overruled a bid to suspend the powerful Senate speaker from his position as he faces trial for alleged embezzlement, offering some relief to the scandal-hit government. / AFP PHOTO / EVARISTO SA

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), minimizou a denúncia oferecida pelo Ministério Público na segunda-feira (12/12), contra ele e afirmou que o órgão age com vingança contra o Senado. “O Ministério Público, infelizmente, passou a fazer política. Quando você faz política, você perde a condição de ser o fiscal da lei. Essas denúncias são apressadas, feitas nas coxas, e demonstram o caráter de vingança do Ministério Público, porque o Senado recusou três nomes que hoje compõem a Força Tarefa”, afirmou.

O peemedebista relembra o episódio em que o Senado rejeitou os nomes de Nicolau Dino, Vladimir Aras e Sérgio Saraiva para cargos no Conselhos do Ministério Público e Conselho Nacional de Justiça. No entendimento de Renan, ações do MP, como buscas e apreensões e prisões ligadas ao Congresso são uma forma de retaliação ao Senado.
“Colocar três nomes rejeitados para comandar a força tarefa, é evidente que eles vão tomar, todos os dias, medidas que não se sustentam contra o Senado”, afirmou. Ele disse ainda que o Senado não é fator de crise, mas ponto de equilíbrio.

Denúncia

Especificamente sobre a denúncia oferecida na segunda contra ele mesmo, Renan afirmou que será arquivada. De acordo com o peemedebista, ele nunca cometeu qualquer crime ou irregularidade
“A primeira já havia sido arquivada por falta de provas. Essa denúncia deriva da primeira. Não há sequer acusador, a empresa negou que tenha feito doação, o deputado negou que tenha falado em meu nome. Essa denúncia terá o mesmo destino das outras: será arquivada”, disse.
Ele minimizou as delações e afirmou que são vazadas seletivamente com o intuito de permitir um pré-julgamento por parte da sociedade.
Por Agência Estado

Audiência pública: comissão do Senado reúne-se para analisar participação do Brasil em conferências da ONU sobre clima

fernando-bezerra-coelho

Sob a condução do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), a Comissão Mista sobre Mudanças Climáticas (CMMC) do Congresso Nacional realiza, nesta terça-feira (13), audiência pública para balanço da 22ª Conferência das Partes (COP-22) da ONU sobre Mudança do Clima – ocorrida em Marrakech (Marrocos), no último mês de novembro – e os desafios para o futuro.

Foram convidados ao debate, o embaixador de Marrocos (África), Nabil Atgoughi, e representantes das embaixadas de Fiji, Alemanha e França. O objetivo do encontro é também analisar a participação do Brasil na COP 21 (França) e na próxima COP-23, que será organizada por Fiji e realizada na cidade de Bona (Alemanha), em 2017. 

Na reunião de amanhã da CMMC, o senador Fernando Bezerra – relator da comissão e um dos principais representantes do Legislativo na 21ª e 22ª COP – fará a leitura do relatório anual de atividades desenvolvidas pelo colegiado.

SERVIÇO:

Assunto: audiência pública “COP-22 e desafios para o futuro” e leitura de relatório anual de atividades desenvolvidas pela CMMC

Data: 13/12/16 (amanhã)

Horário: 11h

Local: Ala Senador Nilo Coelho, Plenário 2, Senado Federal, Brasília (DF)

Reforma da Previdência só com amplo debate, afirma Danilo Cabral

danilo-cabral05

O deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE) defendeu a realização de um amplo debate com a sociedade sobre a proposta de Reforma da Previdência. Encaminhado na semana passada pelo Governo Federal para o Congresso Nacional, o texto está sendo analisado nesta tarde na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC). Se aprovado, será criada uma comissão especial para analisar o mérito, que deverá ser instalada somente no próximo ano porque os trabalhos legislativos de 2016 terminam nesta semana.

“Essa é uma das reformas mais importantes em análise no País e esperamos ter a oportunidade de fazer uma grande discussão com a sociedade. Não podemos admitir atropelos. A sociedade tem o direito de participar das discussões. O Congresso já pagou um preço caro nos debates das reformas do ensino médio e das medidas contra a corrupção”, afirma Danilo Cabral. Segundo ele, a bancada do PSB na Câmara fechou questão e não será favorável ao projeto que foi apresentado pelo Poder Executivo.

Danilo Cabral disse que uma de suas grandes preocupações é com a aposentadoria dos trabalhadores rurais. Pela proposta do Governo, será estabelecida uma contribuição rural com base individual, com alíquota diferenciada, que será definida por lei. “Como será para aqueles que vivem da agricultura de subsistência e vão passar a contribuir em função do que é produzido?”, questiona. O deputado lembra a situação dos agricultores do Agreste pernambucano, que convivem há mais de cinco anos com uma severa estiagem. “Esse trabalhador planta e não colhe, como vai contribuir? Vamos negar o direito a essas pessoas a ter uma aposentadoria?”.

Para o deputado, a reforma da Previdência é necessária como forma de equilibrar o sistema e garantir o direito de todos os cidadãos. Ele, no entanto, reforça que o projeto apresentado pelo Governo seja remodelado. “Da forma como está, estamos colocando nas costas do trabalhador brasileiro uma carga pesada para ajustar as contas públicas. É o que está proposto com a PEC 55, do teto dos gastos públicos em tramitação no Senado. O que me inquieta é que todo esse esforço está indo para pagar dívidas, está indo para o sistema financeiro”, pondera.

Foto: Chico Ferreira

Senar Brasil realizou I Seminário de Educação a Distância

conrado_schlochauer_seminariodeeducacaoadistancia

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) promoveu, na quarta-feira (7), o I Seminário de Educação a Distância. O encontro abordou o tema “Inovação e Criatividade”, com o intuito de fomentar estratégias para tornar a educação a distância do Senar cada vez mais atrativa ao produtor. Participaram do encontro, que aconteceu em Brasília, gestores da Rede e-TEC Brasil no Senar de 23 Administrações Regionais, que executam o Curso Técnico em Agronegócio no País.

O Seminário foi marcado pela palestra do doutor em Psicologia da Aprendizagem e do Desenvolvimento Humano, Conrado Schlochauer. Na ocasião, Pernambuco, juntamente com as Administrações Regionais de Alagoas, Roraima e Mato Grosso do Sul, apresentaram como se dá o funcionamento do curso nos respectivos Estados.

A regional de Pernambuco foi destaque ao exibir instrumento de avaliação que monitora a performance gerencial, pedagógica e tutorial do curso. Para o coordenador da Rede e-Tec no Senar Pernambuco, Adriano Pontes, a iniciativa vem para aperfeiçoar a metodologia de ensino do curso Técnico em Agronegócio, que começou a ser ofertado no Estado há apenas um ano. “Esse é um modelo de avaliação diferenciado, porque capta informações sobre o desempenho de todos os atores envolvidos no projeto (instrutores, alunos e gestores), impulsionando o avanço educativo na modalidade a distância”, esclareceu Pontes.

No portal de Educação a Distância (www.senar.org.br/ead) do Senar são encontrados 54 cursos em várias áreas, além do Técnico em Agronegócio da Rede e-Tec Brasil, que é semipresencial em outra plataforma. Também é possível encontrar as aulas transmitidas pelo Canal do Produtor TV, conteúdo disponível tanto na programação diária do canal quanto na internet, por meio do endereço eletrônico www.canaldoprodutor.tv.br

Túlio Alves é diplomado prefeito de Bodocó

dsc_4778

dsc_4632

O prefeito eleito de Bodocó (PE), Túlio Alves (DEM), o vice-prefeito Edmilson Alencar (PRTB) e 13 vereadores, além de seis suplentes, foram diplomados pela Justiça Eleitoral durante cerimônia realizada no Fórum de Bodocó, nesta segunda-feira (12).

A cerimônia da diplomação foi comandada pelo juiz da 80ª Zona Eleitoral, Rodrigo Fonseca e contou com a presença do promotor de Justiça Eleitoral, Thiago Faria.

Na mesma cerimônia, foram diplomados o prefeito eleito do município de Granito, João Bosco e seu vice, Manoel Eufrásio, além de nove vereadores e seis suplentes de vereador.

Antes de proceder a diplomação, o juiz eleitoral Rodrigo Fonseca, destacou em seu discurso: “o documento que entregamos hoje vai além de um mero diploma e um documento chancelado por este juiz, pois, em suas entrelinhas, consta uma procuração dada pelo povo. Vocês exercerão o papel de representantes do povo de Bodocó e Granito, pois como prega a nossa Constituição, todo poder emana pelo povo.”

Em seu discurso, Túlio, destacou: “estou muito feliz por podermos construir através do nosso trabalho, um novo tempo para Bodocó. Nosso objetivo é que a população possa ter no poder público municipal a referência de um trabalho transparente e eficiente que atenda às necessidades e expectativas do nosso município.”

Túlio acrescentou: “nossa gestão será pautada nos valores da ética, do respeito e na aplicação correta dos recursos públicos, além da constante busca por novas conquistas. Governarei para todos, mas principalmente, para os mais necessitados.”