Janot denuncia Renan por corrupção e lavagem na Lava Jato

Brazilian Senate President Renan Calheiros speaks during a session of the Senate in Brasilia on December 8, 2016.  Brazil's Supreme Court Wednesday overruled a bid to suspend the powerful Senate speaker from his position as he faces trial for alleged embezzlement, offering some relief to the scandal-hit government. / AFP PHOTO / EVARISTO SA

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ofereceu ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) em um dos inquéritos contra o peemedebista abertos no âmbito da Operação Lava Jato. Renan é acusado pela Procuradoria de cometer os crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro e teria recebido propina de R$ 800 mil.

Está é a primeira denúncia contra Renan envolvendo o esquema de corrupção na Petrobrás. Atualmente, o peemedebista já é réu no Supremo acusado por peculato (desvio de dinheiro), envolvendo a empreiteira Mendes Júnior que teria bancado despesas pessoais jornalista Monica Veloso, com quem Renan mantinha relacionamento extraconjugal em troca de apoio do peemedebista para apresentar emendas em benefício da empreiteira.

Segundo a denúncia da Lava Jato, Renan teria recebido R$ 800 mil em propina por meio de doações da empreiteira Serveng. O deputado Aníbal Gomes foi denunciado junto com Renan Calheiros. No pedido, o PGR solicita ainda a perda das funções públicas dos parlamentares.

Em troca dos valores, os parlamentares teriam oferecido apoio político ao então diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa, que mantinha a empreiteira em licitações da estatal.

Foram identificadas duas doações oficiais ao PMDB, nos valores de R$ 500 mil e R$ 300 mil em 2010, operacionalizadas por um diretor comercial da Serveng, também denunciado. A denúncia aponta ainda que esses valores seguiram do Diretório Nacional do PMDB para o Comitê Financeiro do PMDB/AL e deste para Renan Calheiros, mediante diversas operações fracionadas, como estratégia de lavagem de dinheiro.

Renan já é réu perante o STF em uma ação penal e alvo de outros 10 inquéritos, além da denúncia oferecida hoje.

Estadão.

Prefeito eleito de Petrolina Miguel Coelho anunciará secretariado nesta quinta-feira (15) e em Lagoa Grande Vilmar Cappellaro anunciará quando?

miguel-coelhoO prefeito eleito de Petrolina(PE) Miguel Coelho(PSB)  após ter retornado das férias e depois do cumprimento de trabalho na Assembléia Legislativa de Pernambuco, agora o novo gestor do município a partir de 1º janeiro de 2017, disse em um vídeo postado nas redes sociais que irá anunciar seu secretariado.

No vídeo o prefeito Miguel Coelho, anunciou que divulgará os nomes do seu secretariado de governo na próxima quinta-feira (15).

Enquanto os prefeitos dos municípios vizinhos, como Santa Maria da Boa Vista, Petrolina e outros anunciam seu secretariado o prefeito eleito de Lagoa Grande Vilmar Cappellaro do PMDB faz mistério e vem agindo com boca de siri, ou seja, não fala nada, e até o momento nem mesmo os aliados sabem quem são os nomes que irão compor o secretariado do governo do novo gestor de Lagoa Grande.

Uma exceção é o da Infraestrutura que segundo os bastidores, o nome que irá ocupar a pasta será do vereador eleito Ademar Nonato(PMDB).

Um mistério tão grande que chega até incomodar até mesmo os próprios aliados em seus comentários nas ruas da cidade.

Prefeito eleito Humberto Mendes de Santa Maria da Boa Vista fará anuncio de secretariado nesta terça(13)

?????????????

Em Santa Maria da Boa Vista nesta terça-feira (13), às 09 horas o prefeito eleito  Humberto Mendes (PTB) fará o anuncio dos nomes que irão compor o secretariado.

O evento será realizado na Câmara de Vereadores numa coletiva de imprensa para o anúncio dos secretários que farão parte do governo do prefeito eleito Humberto Mendes (PTB) e vice Professor Valter (PT).

Um dos nomes já anunciados na mídia é da médica fisioterapeuta Michelly Bezerra que será a nova secretaria de saúde do município.

Humberto Mendes também diz não descartar a possibilidade de realizar uma reforma na atual estrutura da administração municipal, com extinção, fusão ou criação de secretarias e departamentos, isso segundo ele, caso seja necessário.

Delator da Odebrecht apresenta email como prova de propina a Michel Temer

size_810_16_9_vice-presidente-michel-temer

O Delator da Odebrecht, Cláudio Melo Filho, apresentou email que prova pedido de propina de Temer à Odebrecht. A situação do presidente, que já não era boa, tende a se agravar cada vez mais à medida que detalhes dos fatos revelados por Melo Filho vão surgindo. Já há gente de grosso calibre apostando que Governo Temer não chega até o natal. Renúncia seria a única saída.

O email diz que Temer, tratado como “MT”, pediu R$ 10 milhões à Odebrecht em pleno Palácio do Jaburu, que teriam sido entregues parcialmente, numa mala de dinheiro, a seu melhor amigo, Jorge Yunes, que é também tido no mercado como seu parceiro em empreendimentos imobiliários (saiba mais aqui), o Palácio do Planalto reagiu com a seguinte nota:

O presidente Michel Temer repudia com veemência as falsas acusações do senhor Cláudio Melo Filho.  As doações feitas pela Construtora Odebrecht ao PMDB foram todas por transferência bancária e declaradas ao TSE. Não houve caixa 2, nem entrega em dinheiro a pedido do presidente.

A Odebrecht, no entanto, sustenta que os pagamentos a Temer saíram do departamento de propinas da empreiteira. Eram contrapartidas por favores governamentais, ou seja, propina. O email de Marcelo Odebrecht, o “MO”, a seus executivos, apresentado pelo delator diz: “Depois de muito choro, não tive como não ajudar”. Marcelo acrescenta ainda que este seria o último pagamento ao “time de MT”, Michel Temer.

Dos R$ 10 milhões, R$ 6 milhões teriam sido destinados à campanha de Paulo Skaf ao governo de São Paulo. Os R$ 4 milhões restantes teriam sido distribuídos a Eliseu Padilha, Yunes, o amigão de Temer, e a Eduardo Cunha, que está preso em Curitiba.

Ao formular perguntas a Temer, sua testemunha na Lava Jato, Cunha quis questioná-lo sobre esse pagamento da Odebrecht a ele, via Jorge Yunes, mas o juiz Sergio Moro vetou as questões.

Revista Forum.

A renúncia de Temer, um presente de Natal para o Brasil

http-fotospublicas-com-wp-content-uploads-2015-12-temer_impren09122015_032-880x380

O fim do governo Temer foi anunciado ontem pelo vazamento da delação do lobista da Odebrecht Claudio Melo Filho. Ao invés de esperar  por um descarte humilhante, seja por que via for, Temer prestaria um grande serviço ao Brasil renunciando ainda este ano, evitando mais um desastre político, a eleição indireta de um presidente pelo atual Congresso. Sua renúncia seria um presente de Natal para o Brasil, garantindo a convocação de eleições diretas sem a necessidade de um remendo constitucional em 2017. Na terça-feira os movimentos sociais farão atos em todo o país pedindo seu impeachment e diretas-já. Objetivamente, deviam pedir renúncia-já.

O maremoto Odebrecht apenas começou, mas as informações sobre uma primeira delação, publicadas nesta sexta-feira pelo Buzzfeed, reproduzidas pelo 247, confirmadas pela Folha de S. Paulo e finalmente lançadas com força ao ventilador pelo Jornal Nacional, acabam com as ilusões sobre uma travessia com o atual governo até 2018. Elas mostram que a “pinguela”, como diz FHC, só tem tábuas podres. O melhor amigo de Temer recebeu uma mala de dinheiro da empreiteira, parte dos R$ 10 milhões que ele pediu a Marcelo Odebrecht em jantar no Jaburu em 2014. Padilha e Moreira Franco, hoje os ministros mais próximos de Temer no Planalto, foram arrolados. Jucá, seu líder no Congresso, recebeu e administrou mais de R$ 22 milhões repassados pela empreiteira ao PMDB, em troca de favores no Senado. Renan e Rodrigo Maia não escaparam. Com esta pinguela de tábuas podres, não há travessia  possível até 2018, noves fora a calamidade econômica, que se nutre também do ceticismo sobre a duração e a sobrevida do governo.

O PSDB, agora também atingido pela revelação de pagamentos ilegais da empreiteira à campanha de Geraldo Alckmin, afora citações anteriores a Aécio Neves e José Serra, neste momento deve estar reavaliando sua estratégia, de fazer a travessia com Temer até 2018. Feito o “serviço sujo” do arrocho fiscal, estariam em condições de vencer a eleição presidencial.  Mas com o plano falhando, terão que mudar o jogo.  Afeito a uma “conciliação pelo alto”, o PSDB  pode embarcar nas indiretas com um salvador da pátria, seja ele FHC ou Nelson Jobim, ou mesmo Carmem Lucia. Agora, entretanto, este plano também perdeu consistência, diante das revelações sobre outros tucanos. FHC, por maior lucidez ou por conhecer as tábuas podres de seu partido, disse na entrevista a Mario Sergio Conti que se a pinguela Temer cair o Congresso terá que aprovar uma emenda constitucional permitindo a convocação de eleições diretas mesmo faltando menos de dois anos para o fim do mandato em curso, situação que hoje, pela Constituição, impõe a tragédia das indiretas.

As conjecturas sobre a queda de Temer precederam a delação do lobista da Odebrecht. O senador Luis Antonio Reguffe apresentou emenda reduzindo de dois para um ano o período de vacância no cargo em que a eleição de um novo presidente seria indireta. O deputado Miro Teixeira apresentou emenda semelhante na Câmara. Uma delas pode ser aprovada numa emergência,  se houver desfecho em 2017. Se Temer não premiar o Brasil com uma renúncia ainda este ano.

Os amantes do parlamentarismo sonham com a possibilidade de uma nova adoção emergencial da mudança do sistema de governo. Mas com este Congresso podre? Dificilmente a população chancelaria esta opção num plebiscito. O impeachment de Temer? O Congresso , depois do maremoto que mal começou, não terá autoridade alguma para afastar o parceiro do golpe contra Dilma.

No ritmo normal do Judiciário e da Lava Jato, quando as delações forem concluídas e homologadas, alguma atitude será tomada pelo procurador-geral da República, inclusive em relação a Temer. Mas isso não acontecerá antes de março, na melhor das hipóteses. E ainda com a incógnita sobre o que faria o STF, depois de vencido o pudor de decidir em nome da “governabilidade”. Por tudo, enquanto os sinos das delações badalam, “correr com a sela”, como disse Ciro Gomes, seria uma alternativa mais confortável para Temer e menos danosa para o país. Temer, corra com a sela antes que o bicho pegue! (247)

Mais uma vez: Vereador Ademar Nonato poderá ser o secretário de Infraestrutura de Lagoa Grande

download-1

Em Lagoa Grande(PE) o mistério em torno dos nomes do secretariado do prefeito eleito  Vilmar Cappellaro(PMDB) poderá começar a ser desvendado.

Segundo informações de bastidores, o único vereador que pode deixar a cadeira no legislativo para assumir uma secretaria, é o vereador Ademar Nonato(PMDB).

Ainda de acordo com informações, Ademar já teria fechado acordo com Cappellaro para ir pra secretaria de Infraestrutura e o suplente Mantena assumiria a cadeira na Casa Zeferino Nunes.

Nonato que nessa gestão do prefeito Dhoni Amorim(PSB) quando aliado do grupo Amorim esteve ocupando o cargo numa gestão turbulenta na referida secretaria, ele não chegou nem a esquentar a cadeira e saiu em Setembro de 2013 e ao sair rachou com o prefeito Dhoni Amorim e seu grupo.

Com  Ademar Nonato para a secretaria de infraestrutura,  já ficaria descartada a possibilidade do mesmo vir a ser candidato na disputa pela presidência da Casa Zeferino Nunes.

Nota Oficial – Oposição condena prisão de dirigentes da ACS e cobra diálogo

A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco condena a prisão do presidente e vice-presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Alberisson Carlos e Nadelson Leite, ocorridas na tarde desta sexta-feira (9), durante realização de assembleia conjunta de policiais e bombeiros militares.

Para o líder da Bancada, Silvio Costa Filho (PRB), a medida não contribui para que o Governo do Estado e os agentes de segurança cheguem um acordo. “Uma atitude autoritária só contribui para tensionar ainda mais as relações entre a categoria e o Estado, enquanto a sociedade clama para que as duas partes cheguem ao entendimento”, avaliou. Silvio lembra que, preocupada com o crescimento da criminalidade e o aumento da tensão entre a corporação e o Governo, a Oposição protocolou há dois meses pedido de audiência com o governador para discutir a segurança.

Vice-líder oposicionista, o deputado Joel da Harpa (PTN) também se posicionou contra a prisão. “A categoria estava iniciando a assembleia, portanto não se chegou sequer a falar em greve ou qualquer outra ação. O Governo, que encerrou a mesa de negociação com as associações, voltar a agir de maneira arbitrária, prendendo o presidente e vice da associação. Isso que está acontecendo em Pernambuco é inaceitável num Estado democrático de direito”, criticou.

Para os parlamentares, o momento é de se construir o diálogo, principalmente levando-se em conta que Pernambuco caminha para o terceiro ano seguido de crescimento no número dos homicídios, com aumento também dos assaltos a ônibus, ataques a bancos, roubos de veículos, entre outros crimes.

“A sociedade pernambucana não pode continuar acuada, pagando o maior de todos os impostos, o do medo. Fazemos mais uma vez o apelo pelo diálogo como forma de se buscar o entendimento. Medidas arbitrárias e a radicalização entre policiais e Estado aumentam a sensação de insegurança que já vivemos e penaliza, ainda mais, a população pernambucana”, ponderou Silvio.

Guilherme Coelho recebe lideranças de Cabrobó em café da manhã

img_8573

img_8593

Depois do sucesso dos encontros de fim de ano realizados em Petrolina nas últimas semanas,  Guilherme Coelho abre o leque para se confraternizar também com lideranças de cidades do sertão pernambucano. Na manhã de hoje (10/12), um café marcou o encontro do político com os amigos de Cabrobó.

Quem articulou a comunidade local foi a líder Waleska Caldas, a quem Guilherme agradeceu prontamente em sua fala. “Waleska tem sido uma parceira muito importante em Cabrobó”, ressaltou.

Na ocasião, também estiveram presentes vereadores eleitos no último pleito, Zezito Salu (PDT), Avanildo Lili (PRTB), e Barná Russo (PMDB),  e o líder do PSB no município, Antônio de Nestor, que concorreu ao cargo de prefeito junto ao seu vice, Mailson Novaes. “Guilherme esteve conosco durante a campanha, bem como apoiando os nossos vereadores, e este café da manhã mostra seu compromisso e atenção com os cabroboenses para além do período de campanha”, destacou Nestor.

Além rever os amigos de Cabrobó, Guilherme Coelho atualizou os presentes sobre a regulamentação da Lei de Renegociação de Dívidas Rurais junto ao Banco do Nordeste, anunciada na sexta-feira pelo presidente da república. Também ressaltou o grande potencial produtivo de Cabrobó, que precisa ser melhor aproveitado, principalmente no campo da irrigação.

Texto e fotos: Ricardo Alves

Assessoria de Imprensa 

Em Dormentes, Guilherme Coelho se reúne com lideranças e prefeito Geomarco Coelho em café da manhã

dsc04803

dsc04805

O Distrito de Lagoa de Fora no município de Dormentes, recebeu na manhã deste domingo (11), a visita do deputado federal Guilherme Coelho.

Na oportunidade o prefeito eleito no último pleito Geomarco Coelho, vereador Zé Macedo, vereador Nandinho, vereador Lomanto, vereadora Paizinha, vereadora eleita no último pleito Cosminha, comerciantes, amigos e demais lideranças, tomaram café da manhã com o deputado federal, na residência do casal de empresários Aldivan e Ionara.

O deputado agradeceu os donos da casa Ionora e Aldivan e, agradeceu a sua amiga Aldemira por articular o povo do município.

Guilherme falou da sua amizade de primeiro dia com o ex-prefeito Zé Olímpio, e destacou que Zé Olimpio é um dos políticos que não existe mais, sendo uma pessoa que trata o povo com carinho e de casa aberta para receber o povo.

No encontro o Deputado Guilherme reafirmou o compromisso com o povo de Dormentes e colocou seu mandato a disposição para destinar recurso e melhorias para o município.

Guilherme Coelho falou da Lei da sua autoria de Renegociação de Dívidas Rurais junto ao Banco do Nordeste, que foi sancionada pelo Presidente da República.

Prefeito eleito Geomarco Coelho frisou a grande importância de mais um amigo e deputado em Brasília, “vamos precisar muito de Guilherme lá em Brasília, vai ser mais um amigo que vai nos ajudar, como tem outros deputados que estão ajudando o município de Dormentes, Ele também ressaltou que Guilherme já contribuiu muito no passado e agora com a chegada dele como deputado federal ele vai contribuir muito mais, “Guilherme que já nos deu uma grande contribuição no passado e agora vem como deputado federal para nos dar sua contribuição para o município de Dormentes”.

Geomarco destacou os problemas que ele vai encontrar nos primeiros meses de sua gestão, “vou receber a prefeitura com muitos problemas, vamos enfrentar um aperreio muito grande, ele disse que sabe fazer gestão e garantiu que vai superar os problemas, “mais quero dizer a todos vocês que me ajudaram, ficam tranquilos que nós sabemos usar uma gestão, não vai ser logo nos primeiros meses, mais vamos superar os problemas, ” (afirmou Geomarco).

Blog Francisco Dormentes